Para lutar pelo título, Raikkonen quer melhorar no Q3

Kimi Raikkonen afirmou que para se manter na briga pelo título precisa melhorar o seu desempenho na parte final da qualificação.

Nas últimas corridas, em Hockenheim e Hungaroring, o atual campeão largou no sexto lugar do grid. Na Alemanha, terminou na mesma colocação, mas na Hungria o finlandês completou o pódio.

"Eu não posso negar que as últimas corridas não foram como eu queria. A toda hora alguma coisa estranha aconteceu e nós não conseguimos encontrar o melhor acerto possível para o carro", disse Raikkonen.

"Nós tentamos encontrar um bom acerto, mas não ajudou. Temos que conseguir resolver esse problema agora para a próxima corrida, em Valência."

"A qualificação foi também o momento decisivo em Budapeste, de forma negativa. Na minha segunda tentativa no Q3, eu não pude manter o carro na pista: foi culpa minha", assumiu.

"Não se pode pretender ganhar o título se você sempre começar da sexta posição. Você pode até rodar um segundo mais rápido por volta do que aquele que está na tua frente, mas se você largar atrás, não usará o ritmo que você pode conseguir", explicou o piloto da Ferrari.

"Em Hungaroring, eu fiquei preso atrás do Alonso, que tinha um carro muito bom para o último setor, que talvez fosse o único ponto onde poderia tentar passa-lo."

"De novo, eu confirmei que é impossível ultrapassar em Budapeste", completou.

Raikkonen, porém, comemorou ter chegado à frente dos concorrentes diretos ao título: Felipe Massa abandonou, Lewis Hamilton foi o quinto e Robert Kubica terminou no oitavo lugar.

"A situação no campeonato não está tão ruim: obviamente um pode sempre melhorar, e isso é exatamente o que nós queremos fazer", garantiu.

"O final de semana húngaro foi totalmente decepcionante para mim: a única coisa positiva é o resultado. Toda hora em que você for capaz de reduzir a diferença para o líder é muito importante."

"Eu conquistei muitos pontos do que qualquer outro dos meus adversários diretos, o que é muito positivo também antes deste curto intervalo", finalizou Raikkonen.

Kimi Brasil 2015. Tecnologia do Blogger.